Em destaque: "O Livro das Mulheres Perigosas" de Clare Conville, Liz Hoggard e Sarah-Jane Lovett

O livro das mulheres perigosas apresenta a arte de ser uma mulher fantástica no século XXI. O livro para as mulheres que se atrevem a viver melhor

Sinopse:
Destemido, provocador e ousado, pautado pelos sábios e eternos conselhos da filosofia e da poesia, O Livro das Mulheres Perigosas inspira-se na experiência de três mulheres perigosamente experientes para dar conselhos práticos mas divertidos que ensinam a requintada arte de viver no século XXI.
Com mais de 600 entradas sobre temas de interesse para todas as mulheres - «Amantes», «Almas Gémeas», «Poder de Atracção», «Terapia familiar», «Vestidos», «Sono», «Solteiros» e «Viajar» - este livro é o companheiro de mesa-de-cabeceira perfeito para a mulher moderna.
Mães, irmãs, filhas e amigas fazem constantemente a si mesmas, e umas às outras, perguntas sobre o que é ser uma mulher moderna. O Livro das Mulheres Perigosas tem essas respostas.

Críticas de Imprensa:
«Um A a Z efervescente, cheio de sábias palavras e anedotas engenhosas.» Easy Living

«Mulheres Perigosas é um livro brilhante, que todas as mulheres deveriam ler.» Femalefirst

«Estou muito grata pela publicação de Mulheres Perigosas, que celebra a arte de ser uma mulher fabulosa aos 15 anos, aos 50 e até depois disso. As três brilhantes autoras pretendem promover, através desta obra inteligente e divertida, a gloriosa arte francesa de nos sentirmos bem na nossa própria pele.» Daily Telegraph 

«Um guia inteligente para a vida do século XXI.» Woman & Home

«Um livro cheio de personalidade e conselhos atrevidos.» Sainsbury’s Magazine

Sobre as autoras:
Clare Conville é agente literária e descobriu o escritor DBC Pierre na linha Victoria do metropolitano. Vive em Londres com os filhos e tem pouco jeito para jardinagem.
Liz Hoggard é colunista e entrevistadora. Escreve para o Evening Standard, para o Observer e para o Independent, bem como para algumas revistas. Vive em Peckham e as suas palavras preferidas na língua inglesa são «restaurant» e «taxi».
Sarah-Jane Lovett entregou os TheBadSexAwards, orientou inúmeros salões literários e publicou e declamou a sua própria poesia. Participou em peças de teatro do absurdo francês, trabalhou como jornalista e colunista em diversos jornais e foi a demasiadas festas. Tem dois filhos, vive em Londres e conduz um táxi preto.

0 comentários:

ALGUNS DOS TÍTULOS QUE MAIS ME AGRADARAM NOS ÚLTIMOS TEMPOS

ALGUNS DOS TÍTULOS QUE MAIS ME AGRADARAM NOS ÚLTIMOS TEMPOS

Um dos melhores do ano!

Os Testamentos - a sequela de A História de uma Serva

Os Testamentos - a sequela de A História de uma Serva
Leu o livro? Viu a série? O que espera para ler a sequela? Um final surpreendente para Gilead, e uma obra incrível vencedora bem merecida do Booker Prize.

Uma leitura obrigatória!

Uma leitura obrigatória!
“Moyes dá vida a um pedaço da história muitas vezes esquecido. (…) Uma carta de amor ao poder dos livros e da amizade.” Kirkus Review

Uma leitura imprescindível!

Leia o livro e depois veja o filme. Uma história verídica a não perder.

O clube de leitura do meu coração.

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Cultura Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Marcador

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Círculo de Leitores

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Visualizações de página na última semana

Copyright 2005-2019 Blogger Template Ipietoon (Adaptado por Fernanda Carvalho - a escrever sobre livros desde 2005)