"A Princesa Guerreira" de Barbara Erskine

Se há livros que dariam um grande filme, este seria um deles! É sem dúvida uma história apaixonante, que nos mantém presos à narrativa do início ao fim.
Inicialmente é-nos apresentada Jess, uma jovem professora que vive em Londres na actualidade e que têm em mãos um grave problema para resolver. De alguma forma, Jess acaba por se ver envolvida numa outra situação, esta com muitos milhares de anos e que igualmente se encontra por resolver. Desse outro lado conhecemos então Eigon, a princesa de uma das tribos de Britannia, capturada e levada como prisioneira para Roma, sob o jugo do imperador Claudio.
Durante todo o livro somos transportados entre séculos, alternando entre vida de Jess e a vida de Eigon, viajando entre a cidade de Roma nos nossos dias, e a cidade de Roma no tempo de Cláudio e de Nero, e perdendo-nos nos bosques de Ty Bran junto à fronteira com o País de Gales, tentando perceber o mistério que envolve a vida de Eigon, ao mesmo tempo que a vida de Jess acaba por ficar em risco. Desde cedo percebemos que apenas com a ajuda do passado é que se conseguirá remendar o presente.
Confesso que por mim teria ficado para sempre junto de Eigon, pois a acção nesse tempo pareceu-me mais requintada, mais cheia de substância, ao passo que nos tempos modernos, a história de Jess me deu a sensação de servir apenas como pano de fundo para aquele outro cenário muito mais apaixonante.
Uma coisa que me fez confusão foi o título. Durante toda a leitura não consegui visualizar Eigon como guerreira, bem pelo contrário. Mas ao descobrir o título em inglês, tudo fez sentido. Eigon era a princesa do guerreiro. No entanto, e para não vos estragar a leitura, não acrescento mais nada sobre isto. ;) Talvez apenas que, à sua maneira, Eigon acabou por ser uma guerreira, uma vez que nem todas as batalhas se travam com espadas.
Gostei muito e recomendo, não só aos que gostam de romances históricos, como aos que gostam de literatura fantástica, e a todos os que apreciam uma boa história.


Sinopse:
Jess, professora em Londres, é vítima de um ataque de que não consegue recordar-se. Tudo indica que o agressor é um homem que a conhece bem. Assombrada pelo medo e pela suspeita, Jess refugia-se na casa isolada da irmã, na fronteira do País de Gales. O silêncio que procura é, porém, interrompido pelo choro de uma misteriosa criança.
A casa, a floresta que a cerca e o vale mais abaixo transportam ecos de uma grande batalha, travada dois mil anos antes. Ali caiu Caratacus, liderando a resistência das tribos da Britânia aos invasores romanos. O rei foi capturado e levado para Roma como prisioneiro, juntamente com a mulher e com a filha, a princesa Eigon.
Sentindo-se impelida a investigar a história de Eigon, Jess segue os seus passos até à Roma de Cláudio e de Nero, onde a princesa assistiu ao grande incêndio, presenciou a perseguição movida aos cristãos e privou com o apóstolo Pedro. Aqui, talvez o mistério da extraordinária vida de Eigon se desvende, ou Jess se abandone progressivamente à sua obsessão, arriscando uma proximidade crescente com o seu agressor.

Visite o site da autora aqui.

0 comentários:

Gostei tanto deste livro!!

Gostei tanto deste livro!!

Mais um livro excecional!

A não perder!

Para os que gostam de thrillers...

Novo livro de Lesley Pearse!!

Um livro magistral!

Um livro magistral!
Neste livro, Jodi Picoult aborda temas como a raça, o privilégio, o preconceito, a injustiça e a compaixão.

O novo livro de Deborah Smith

Novo Thriller de Paula Hawkins

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Chiado Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Marcador

Visualizações de página na última semana

Copyright © 2005-2017 Blogger Template (Adapted by Fernanda Carvalho)