Porque lês?

O que transforma um leitor ocasional num leitor ávido e quase obsessivo?


Muitos dirão que foi um livro específico, ou uma paixão cultivada desde tenra idade. Outros dirão que é um vício, que um dia experimentaram e nunca mais quiseram largar. Mas a verdade é que ninguém sabe exactamente a fórmula certa para criar um livrólico.

Os que são pais bem que gostariam de saber como fomentar um bom hábito de leitura nos seus filhos (é o meu caso!) e por acaso, dizem que pais que lêem muito até têm uma boa hipótese de o conseguir. Mas não é uma garantia!

Há quem diga que o livro certo lido na altura certa pode despoletar esse gosto, ou pode até ser uma personagem com a qual o leitor se identifique, ou um acontecimento narrado que o impressione… seja como for, a um determinado livro é normalmente atribuída a “culpa”.

Mas, se formos bem a ver, a resposta a esta pergunta é extremamente pessoal e como tal poderá ter tantas variações como os leitores que a responderem.
E então? Porque lês?

7 comentários:

Débora Lauton on 23/7/10 disse...

Creio eu que é um vício... alguns gostam de sapatos, chocolates, compras... alguns ainda se viciam em coisas menos louváveis, como furtos, drogas, comida, alcoól... eu, livros...
No meu caso, meus pais não tiveram influência... não me lembro de ter visto o meu pai com um livro na mão e minha mãe apesar de ler, acha um desperdício gastar tanto dinheiro com esse hábito/vício...
Já tentei fazer com que meu marido lesse mais... desisti...
Quem sabe meu filho??

beijos,
Dé...

Ana C. Nunes on 23/7/10 disse...

Sumariamente eu leio porque escrevo. E para se ser bom/a escritor/a tem de se ler. Não é verdade?
Pelo menos foi mais ou menos por isso que me tornei numa livrólica, mas agora a razão é bem mais profunda.
Sempre tive um fascínio pelo "objecto" livro e desde nova que adorava que me oferecessem livros. Também ajudou o facto de a minha mãe me incentivar e ser quem mais me oferecia livros, mas ler mesmo a sério e consistentemente, só comecei depois de desenvolver o meu gosto pela escrita.
Leio porque adoro! Entramos noutros mundos, conhecemos personagens que amamos e outras que odiamos. Porque estes podem ser tão semelhantes à realidade e ao mesmo tempo ser completamente diferentes.
Vá! Leio porque preciso, porque a vida não seria a mesma sem os livros.

E sim, todos têm razões diferentes para ler, o que não deixa de ser fascinante.

Jacqueline' on 23/7/10 disse...

Be, eu sou filha de pais leitores. Felizmente, saí a eles :)

N. Martins on 23/7/10 disse...

Aprender a ler foi para mim fascinante. Lia tudo o que apanhava pela frente, apenas e só porque já o podia fazer. Gosto das palavras. Essa é uma das razões pela qual leio, pelo simples prazer de tirar sentido do que está escrito. Depois leio porque os livros são muitas vezes a única companhia que tolero, porque gosto que me contem histórias, porque gosto de aprender coisas novas e porque gosto do objecto livro. Adoro ver prateleiras e prateleiras cheias de livros e gostava de ter condições para ter um quarto só para os meus livros. :)
Influências familiares, acho que só do meu pai que gostava de ler, embora não o pudesse fazer, e fazia questão de ter livros em casa disponíveis para nós. :) Os livros raramente me eram negados quando os pedia.
Conclusão: lembro-me de gostar de ler ainda antes ter aprendido a ler, mas se não tivesse tido incentivos, não pressão, enquanto crescia, provavelmente não seria a leitora que sou hoje. :)

cris on 24/7/10 disse...

Boa pergunta. Adoro ler porque...bem, não há uma só razão mas um conjunto de factores. Comecei cedo, desde que me lembro e até cheguei a ter uma biblioteca a "meias" com um vizinho de infância. Relaxo, viajo, aprendo,
transformo-me...tudo com um livro na mão! Transmitir esta paixão não é fácil, acho que mesmo com a casa cheia de livros, já tem a ver com os próprios miúdos...eu que o diga pois tenho cá três em casa e por ora só um é que lê por gosto...
Bjs Fernanda.

Kássia Kiss on 25/7/10 disse...

Bem, não tenho muito mais para dizer. Desde gostar que me contem uma boa história, até me ter tornado numa leitora compulsiva por ter desenvolvido o gosto pela escrita, já foi tudo dito.

Gostava apenas de reforçar que, apesar de o facto de se ter pais que lêem muito não ser uma garantia para criar a paixão da leitura nos filhos, não há dúvida de que é uma ajuda preciosa. O mais importante é não forçar, essas coisas têm que acontecer naturalmente ;)
E muita gente só descobre essa paixão mais tarde.

bruno disse...

No meu caso, a vontade e o desejo de ler, deveu-se quando em adolescente comecei a ler a saga Harry Potter. Foi a saga que soltou aquele bichinho que estava preso dentro de mim.

Mais um livro excecional!

A não perder!

Para os que gostam de thrillers...

Novo livro de Lesley Pearse!!

Um livro magistral!

Um livro magistral!
Neste livro, Jodi Picoult aborda temas como a raça, o privilégio, o preconceito, a injustiça e a compaixão.

O novo livro de Deborah Smith

Novo Thriller de Paula Hawkins

Uma história maravilhosa!

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Chiado Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Marcador

Visualizações de página na última semana

Copyright © 2005-2017 Blogger Template (Adapted by Fernanda Carvalho)