Bons livros, maus livros

O que define se um livro é bom ou é mau?
Para mim, e embora haja outros, são três os pontos mais importantes:

A qualidade da escrita é indubitavelmente uma razão importante. Tem de nos conquistar. Pode ser de imediato, logo nas primeiras frases, ou pode ser ao longo de alguns capítulos, colando-se-nos à pele como um perfume que apenas revela o seu verdadeiro odor ao longo do dia.

A história em si é, obviamente, outro ponto fulcral. Tem de ser uma história que nos atraia, que nos fascine, que nos entretenha. Um livro muito bem escrito mas com uma história medíocre nunca passará do 3 na minha escala de classificação de 1 a 5.

Por último, as personagens. Essas têm forçosamente de ser credíveis. Como se pudéssemos reconhecê-las num ou outro dos nossos conhecidos. Como se pudéssemos virar uma esquina e esbarrar com elas. Ouro sobre azul é quando se encontra uma ou outra personagem que nos cative, ou porque nos identificamos com ela, ou porque a admiramos. Desta forma a leitura torna-se muito mais intensa e é mais provável que não esqueçamos essa história com facilidade.

E vocês? Como definem se um livro é bom ou mau?

5 comentários:

Lia on 17/9/10 disse...

Concordo com todos os pontos que enumeraste, se bem que para mim, um bom livro tem de me cativar desde as primeiras frases. Mas a maioria só começa a revelar-se ao fim de um bom numero de páginas, o que também não é mau. Quanto às personagens, elas devem estar de tal forma caracterizadas que passado uns momentos eu consiga fazer uma imagem mental delas e a partir daí gostar ou não delas. O fundamental num livro é quando a historia nos embrenha de tal maneira que nos esquecemos de tudo o que está a volta e quando 'acordamos' não nos lembramos daqueles minutinhos que não estivemos na nossa sala, ou quarto. Adoro essa sensação :) Beijos

Prazer da Leitura on 17/9/10 disse...

Eu acho que tens razão, a qualidade da escrita é muito importante.
Em relação á história, até pode ser uma história boa, mas se for muito aborrecida no inicio perde a graça.
Para mim um aspecto importante é também a divisão da história, não gosto muito de capitulos extensos.

Bjs
Bruna

Manuel Cardoso on 18/9/10 disse...

Um bom livro... concordo com o que escreveu mas às vezes há livros bem escritos, com um enredo bem construído e com personagens interessantes mas, mesmo assim, não nos cativam.
Por isso desde há anos que tenho um lema: um bom livro é aquele que me diverte.
Simples e eficaz :)

cris on 18/9/10 disse...

Um bom livro, para mim, tem de me fazer viajar para outro lugar, tirar-me do sítio onde o leio e dar-me a conhecer uma outra realidade, de preferência com uma pontinha de verdade, misturando tudo com uma boa história, um bom romance, histórico ou não...
O que estou a ler leva-me à Nigéria ("Meio sol amarelo")! Muito bom...

S.E on 20/9/10 disse...

Um bom livro é aquele que me faz "desligar da realidade". Quando estou a ler e esqueço por completo onde estou durante um longo período de tempo.

O principal é ser um bom contador de histórias, o bom contador transforma a pior história numa excelente história. O pior contador consegue facilmente "destruir um bom enredo".

Mais um livro excecional!

A não perder!

Para os que gostam de thrillers...

Novo livro de Lesley Pearse!!

Um livro magistral!

Um livro magistral!
Neste livro, Jodi Picoult aborda temas como a raça, o privilégio, o preconceito, a injustiça e a compaixão.

O novo livro de Deborah Smith

Novo Thriller de Paula Hawkins

Uma história maravilhosa!

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Chiado Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Marcador

Visualizações de página na última semana

Copyright © 2005-2017 Blogger Template (Adapted by Fernanda Carvalho)