"A Linguagem Secreta das Flores" de Vanessa Diffenbaugh

Adoro flores. E uma coisa que sempre me fascinou, foi o significado atribuído a cada flor. Embora hoje em dia já não se aplique com frequência, tempos houve em que uma flor queria dizer muito mais do que um simples gesto bonito.
Toda a gente sabe que rosas vermelhas significam paixão mas sabem por exemplo que um crisântemo é sinónimo de "verdade"? Ou um jacinto lilás significa "por favor, perdoa-me"? Ou ainda que um cravo cor-de-rosa quer dizer "jamais te esquecerei"?
Eu também não. :)

A partir deste ponto, em que o tema me era apelativo, só restava que a história construída à sua volta também o fosse. E na verdade, não me desiludi. O enredo é realmente cativante, daquela forma em que se torna difícil interromper a leitura, e quando o fazemos não nos sai da cabeça.
As personagens são muito interessantes e algo fora do normal, embora a sua veracidade nunca seja posta em causa. Para além disso, a forma como o livro está escrito é absolutamente deliciosa. Com calma e compassadamente, a autora vai revelando os acontecimentos actuais, intercalando-os com os do passado, o que nos vai ajudando a entender melhor as personagens principais, e as suas maneiras de ser e de estar.

Foi uma leitura maravilhosa, que me conquistou por completo.
Ficarei atenta a novos títulos desta autora. :)

Sinopse:
Victoria Jones tem medo do contacto físico. Tem medo das palavras, as suas e as dos outros. Sobretudo, tem medo de amar e de ser amada. Há apenas um lugar onde todos os seus medos se esfumam no silêncio e na paz: o seu pequeno jardim secreto, num recanto de um parque público de São Francisco. É nesse refúgio que cuida das flores e se sente em casa. Foi Elizabeth, a única mãe verdadeira que conheceu na sua vida, que a iniciou na arte da linguagem secreta das flores. Para Victoria é simples resumir a sua vida através das flores: a lavanda para a indiferença, os cardos para a misantropia, e a rosa branca para a solidão. Abandonada ainda em bebé, passou a infância a saltitar de uma família adoptiva para outra. Agora, aos dezoito anos, está largada à sua sorte, sem um lugar a que chamar casa. Até ao dia em que uma florista descobre o talento de Victoria para as flores e lhe oferece trabalho. Rapidamente os seus arranjos florais passam a ser dos mais procurados da cidade, porque comunicam emoções, oferecem felicidade e curam a alma.
Apesar da magia e beleza que espalha em seu redor, Victoria continua sem esperança de encontrar um remédio que cure as suas feridas. Tudo muda quando conhece Grant, um jovem misterioso que também conhece a linguagem secreta das flores e parece saber tudo sobre ela. Só Grant parece ser capaz de aceder ao coração de Victoria, bem trancado dentro de um compartimento secreto. Este encontro obriga a jovem mulher a recordar um segredo do seu passado e a decidir se vale a pena arriscar tudo em troca de uma segunda possibilidade de ser feliz.
Um romance comovente e redentor sobre o significado das flores, e o poder da família e do amor.

1 comentários:

VeraSopa on 18/1/12 disse...

Fiquei muito tentada em lê-lo. Vou procurar adquiri-lo porque também tenho esse fascínio pela "linguagem das flores". Algo que caiu em desuso, com excepção das rosaa vermelhas que são uma declaração de amor.

http://lerprazeradquirido.blogspot.com

Mais um livro excecional!

A não perder!

Para os que gostam de thrillers...

Novo livro de Lesley Pearse!!

Um livro magistral!

Um livro magistral!
Neste livro, Jodi Picoult aborda temas como a raça, o privilégio, o preconceito, a injustiça e a compaixão.

O novo livro de Deborah Smith

Novo Thriller de Paula Hawkins

Uma história maravilhosa!

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Chiado Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Marcador

Visualizações de página na última semana

Copyright © 2005-2017 Blogger Template (Adapted by Fernanda Carvalho)