Opinião "A Vida Peculiar de um Carteiro Solitário" de Denis Thériault

Como é óbvio, por receber muitos livros pelo correio, tenho um grande carinho pelos carteiros. Não só trabalham quer faça sol, quer faça chuva, como por vezes são maltratados e incompreendidos.
Não tenho queixa dos carteiros que servem a minha zona, bem pelo contrário, mas há já muitos anos houve uma história que me contaram sobre um deles que tinha desaparecido de circulação. Pelo que me constou, o rapaz entrou em depressão e guardou imenso correio em casa por distribuir. Bem, não é exatamente a história do carteiro deste livro, mas podemos até imaginar que sim. :)

Bilodo era um carteiro especial. Tinha um vício peculiar. No tempo em que ainda se escreviam cartas, gostava de abrir as de certos destinatários, lê-las e até fotocopiá-las e manter um registo dessas "novelas". Entretanto há uma em especial com a qual ele acaba por se envolver em demasia... e mais não conto. Tem de ler este livro, que tem tanto de enigmático como de poesia. E o final, acreditem, irá mesmo surpreender-vos.

Mas por falar em poesia... sabem o que é um haiku? É uma forma poética japonesa que procura sobrepor o permanente e o efémero. Ou seja, «um bom haiku continha idealmente uma referência à natureza, ou uma realidade não exclusivamente humana. Parco em palavras, preciso, a um tempo complexo e subtil, evitava o artifício literário e os habituais estratagemas poéticos, como a rima e a metáfora. A arte do haiku era a arte do instantâneo, do pormenor. Podia ser acerca do episódio da vida de alguém, de uma recordação, de um sonho, mas era, acima de tudo, um poema concreto que apelava aos sentidos e não às ideias.»
Complicado? Nem por isso. Pode-vos causar confusão inicialmente, pela sua simplicidade, pela sua aparente banalidade... mas garanto-vos, no final do livro, terão compreendido a beleza de um bom haiku. É quase como se ao lê-lo conseguíssemos contemplar a imagem com clareza e profundidade.
Deixo-vos um exemplo:

Rodando como
água contra as rochas,
o tempo gira.

"Mas a Fernanda passou-se? O que raio tem isto a haver com o livro do carteiro?" lol
Têm de o ler. É a minha resposta.
Passei-me.:P

0 comentários:

ALGUNS DOS TÍTULOS QUE MAIS ME AGRADARAM NOS ÚLTIMOS TEMPOS

ALGUNS DOS TÍTULOS QUE MAIS ME AGRADARAM NOS ÚLTIMOS TEMPOS

O Regresso de Isabel Allende

O Regresso de Isabel Allende
Uma viagem maravilhosa.

A fabulosa Tetralogia Napolitana - Amiga Genial

A fabulosa Tetralogia Napolitana - Amiga Genial
Espreite a minha opinião e decida-se finalmente a ler os livros de que todos falam.

O que espera por ter estes dois livros na sua estante?

O que espera por ter estes dois livros na sua estante?
Maria Dueñas, a autora, é uma verdadeira contadora de histórias. Encanta-nos, quase que nos hipnotiza, e leva-nos de mão dada até lugares e situações longínquas no tempo. - Fernanda Carvalho de "As Leituras da Fernanda"

"Gente Feita de Terra" - o último livro de Carla M. Soares.

"Gente Feita de Terra" - o último livro de Carla M. Soares.
Uma leitura imprescindível!

Leia o livro e depois veja o filme. Uma história verídica a não perder.

O clube de leitura do meu coração.

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Cultura Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Marcador

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Círculo de Leitores

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Visualizações de página na última semana

Copyright 2005-2019 Blogger Template Ipietoon (Adaptado por Fernanda Carvalho - a escrever sobre livros desde 2005)