"O Último Adeus" de Kate Morton (opinião)

Este é capaz de ser um dos melhores livros do género que já li. Um dos mais completos, dos mais perfeitos e sem dúvida o melhor da autora. Preenche o meu coração de leitora e foi uma excelente ideia deixá-lo para iniciar as leituras deste novo ano.

Kate Morton conquistou-me com O Segredo da Casa de Riverton e desde então tenho vindo a acompanhar as suas publicações em Portugal. O Jardim dos Segredos, As Horas Distantes e Amores Secretos foram também livros extraordinários. 
Mas os livros desta autora não são fáceis de começar a ler. Pelo menos até a história se começar a entranhar em nós. Ela vai-nos fornecendo a informação aos poucos, faseadamente, de forma a encaixar em diferentes partes da história. Partes essas que demoram algum tempo a se entrelaçar, mas que no final nos arrepia ao percebermos como tudo foi estudado ao pormenor e não há detalhe que não exista sem uma razão. É o mesmo com as personagens Não há uma personagem que não tenha um papel no enredo, todas elas são importantes, todas elas dão o seu contributo, por vezes muito claramente, outra vezes bastante dissimulado. Simplesmente adorei.

A história atravessa quase um século e conhecemos algumas personagens quando eram crianças, vindo mais tarde a conhecê-las quando já adultas e até idosas. Não sei dizer qual a minha favorita, pois todas elas me fascinaram, tanto em criança como em adulta. O enredo aborda diversas questões importantes, como a família, o amor, a amizade, mas também assuntos interessantes como os traumas de guerra (I Grande Guerra) e as repercussões que tiveram nas famílias dos que regressaram, bem como a forma como afetou a sociedade sem que a mesma reconhecesse o problema. E claro, a cereja em cima do bolo, o acompanhar da evolução de uma escritora de mistérios, que deu os seus primeiros passos quando adolescente e se tornou numa famosa autora do género. Talvez devido ao que aconteceu naquela noite trágica do Solstício de Verão em 1933? O facto de a história também ter lugar nos nossos dias, e a ligação que existe entre os assuntos, é fantástica.
Leiam a sinopse aqui.


Enfim, foi uma leitura deliciosa que me devolveu a vontade de ler (que normalmente se ausenta por alturas do Natal). Adorei cada capítulo, cada página, cada palavra. A sério, têm de o ler. Não sei o que mais dizer para demonstrar o QUANTO adorei este livro. E não posso adiantar mais pormenores sem correr o risco de vos estragar a leitura, por isso repito, têm de o ler! Não faz mal se não gostam de andar com um livro pesado, dividam-no ao meio, se for preciso, mas não percam a oportunidade de ler um livro absolutamente fabuloso! As 600 e tal páginas não são demais. São a conta certa para este livro extraordinário. :)

0 comentários:

Diane Chamberlain... já conhece esta autora?

Sveva Casati Modignani

Paulo Coelho está de volta!

Jojo Moyes - novo livro!

A não perder...

Novo livro

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Chiado Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Marcador

Visualizações de página na última semana

Copyright © 2005-2016 Blogger Template (Adapted by Fernanda)