"Lobo Solitário" de Jodi Picoult (opinião)

Não é segredo nenhum que Jodi Picoult é uma das minhas autoras favoritas. Li todos os livros que foram publicados em Portugal, e devorei cada um deles com a mesma dedicação. É óbvio que tenho os meus favoritos, mas gostei de todos eles, e todos, mas todos me ensinaram qualquer coisa importante. Essa, é para mim, uma das principais características dos livros de Jodi.
Ela tem a habilidade de nos contar uma história aparentemente simples, mas que à medida que avançamos se revela bem mais complexa do que esperávamos. Entretanto, aborda temas atuais e controversos, que não nos deixam indiferentes, e nos faz querer tomar partido de um dos lados. Ora de um, ora de outro. É incrível! Ela consegue mostrar imparcialmente ao contar a versão de cada um dos lados, de tal forma que nos faz andar a saltitar de opinião.

Em alguns livros, ela acrescenta às suas histórias um tema de fundo não só interessante como fora do comum. Em "Tempo de Partir" foi o estudo dos elefantes e no "À Procura do Amor" o das baleias-corcundas. Neste "Lobo Solitário", obviamente, o tema são os lobos, como funciona o seu universo e como afinal de contas, não são assim tão diferentes de nós. Ou nós, deles.

No "Lobo Solitário", Jodi atira-nos para as mãos mais um tema tabu: a quem deve ser dado o direito de escolher desligar o suporte vital de Luke, um homem com uma vida profissional extraordinária, dedicada por completo ao estudo dos lobos, e uma vida familiar não tão bem sucedida.

Ao contrário de Portugal, pelo menos até há pouco tempo, caso não haja um Testamento Vital,  é à equipa médica que cabe a decisão de desligar ou não as máquinas no caso de morte cerebral. Nos E.U.A. é a família mais próxima.

Num dos lados do ringue temos então Cara, a filha mais nova, com 17 anos e 9 meses, a três meses de ter o direito a opinar sobre o assunto, e que vive há já quatro anos com o pai.
Do outro lado está Edward, o filho mais velho de Luke, que abandonou a família assim que fez 18 anos após uma discussão com o pai, cujo teor se desconhece.
Para dar um sabor algo agridoce ao enredo, a autora acrescenta Georgie, a mãe de Cara e de Edward, que entretanto, depois do divórcio com Luke há alguns anos, tem uma nova família: um marido, Joe, que vem a ser o advogado de Edward, e dois filhos pequenos – gémeos.


Preparadas as personagens, começa a batalha. E que batalha! As verdades que vêm ao de cima, tendo estado escondidas durante tantos anos, vão abanar os frágeis alicerces sobre os quais haviam sido construídas as vidas dos envolvidos. Até nós, leitores, a certa altura nos sentimos abalados, sem saber para que lado nos havemos de virar. As palavras não verbalizadas como culpa, ressentimento, lealdade, força e amor, ecoam em nós, levando-nos a meditar sobre as nossas próprias vidas.

Já dizia Voltaire, “A pena é mais poderosa que a espada”. 
Jodi Picoult atinge-nos onde nem sequer sabíamos que doía.

Em suma, mais um livro simplesmente arrebatador desta autora que nunca nos desilude.


P.S. Não podia deixar de falar sobre o tema de fundo, os lobos, pois fiquei tão rendida com o que aprendi, que me deu muita vontade de conhecer melhor essas criaturas tão fascinantes.
Jodi teve uma boa ajuda para poder aprofundar este tema e criar uma personagem tão interessante como Luke - Shaun Ellis, que dedicou a sua vida ao estudo dos lobos, e que criou “The Wolf Centre and Foundation” onde continua a trabalhar para compreender melhor os lobos e o seu comportamento.
Para saber mais sobre este assunto e conhecer melhor o homem-lobo, Shaun Ellis, visitem o site: http://www.thewolfcentreanddogeducationcentre.co.uk/

Para mais informações sobre o livro podem espreitar aqui ou visitar a página do mesmo no site da Bertrand » aqui.

1 comentários:

Carla Martins on 30/3/16 disse...

Olá Fernanda! Fiquei curiosa, tenho que comprar este... Percebo o que te aconteceu com os lobos, no outro livro também fiquei apaixonada por elefantes!!! ;)

Diane Chamberlain... já conhece esta autora?

Sveva Casati Modignani

Paulo Coelho está de volta!

Jojo Moyes - novo livro!

A não perder...

Novo livro

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Chiado Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Marcador

Visualizações de página na última semana

Copyright © 2005-2016 Blogger Template (Adapted by Fernanda)