Em destaque: "O Último dos Nossos" de Adélaïde de Clermont-Tonnerre

Uma história de amor proibido numa época em que tudo era permitido.
Sinopse:
Do inferno da Europa em 1945 à Nova Iorque hippie, neste romance premiado com o Grande Prémio do Romance da Academia Francesa, Adélaïde de Clermont-Tonnerre conta a história dos anos loucos vividos na pele por dois genuínos filhos do século XX: Werner Zilch, nascido na Alemanha no estertor da Segunda Guerra Mundial, e Rebecca Lynch, herdeira de um homem de negócios e de uma mulher que logrou escapar com vida ao campo de concentração de Auschwitz. Uma paixão louca e proibida num cenário histórico repleto de reviravoltas e suspense.

Werner Zilch é um jovem carismático e empreendedor. Adotado desde tenra idade, vê-se confrontado com a descoberta das suas origens, tudo menos gloriosas. Aos olhos dos outros, pode ser considerado responsável pelos erros cometidos pelos seus antepassados? Como aceitar que o seu progenitor estivesse ligado ao nazismo? A par das personagens, surgem nomes que os leitores por certo reconhecerão, todos eles figuras marcantes do seu tempo. A saber: Andy Warhol, Truman Capote, Tom Wolfe, Joan Baez, Patti Smith, Bob Dylan…

Uma complexa história de amor que é, ao mesmo tempo, um capítulo ficcionado da nossa História. O leitor não conseguirá pousar o livro enquanto não descobrir quem é,
na verdade, «O último dos nossos».

Críticas da Imprensa:

«Ao atravessar épocas e exaltar a volúpia do amor, O Último dos Nossos faz lembrar as sagas de outros tempos, perscrutando incansavelmente as relações das pessoas com o seu passado, bem como os elevados riscos da procura de identidade.» L'Observateur

«Este livro barroco, elegante até nos seus excessos, é uma obra digna desse nome.» Lire

«Aqui encontrarão de tudo um pouco: uma rajada de ar fresco, amor, raiva, drama, aventuras! Um conselho: o leitor que não comece a leitura deste romance ao fim do dia, ou terá pela frente uma noite em branco.» Psychologies

«Este romance significa uma lufada de ar fresco. Vira as costas a Paris e recusa sacrificar-se à autoficção, para determinar, podemos dizer, o curso da história.» Le Figaro Littéraire

Sobre a autora:
Adélaïde de Clermont-Tonnerre nasceu em Neuilly-sur- Seine, a 20 de março de 1976. Educada num meio artístico, estudou na Escola Normal Superior de Paris. Fourrure, a primeira obra publicada em 2010, recebeu vários prémios literários, entre os quais o Maison de La Presse, Françoise Sagan e Bel Ami, e foi finalista dos conceituados prémios Renaudot e Goncourt (Primeiro Romance).

Jornalista e escritora, é atualmente chefe de redação da revista Le Point e participa em vários programas de rádio e de televisão. O Último dos Nossos é o seu segundo romance, vencedor do Grande Prémio do Romance da Academia Francesa e finalista do Grande Prémio do Romance Elle.

0 comentários:

Este livro traumatizou-me! Mas estou à espera do segundo. ;)

Um livro maravilhoso, cujas personagens me marcaram.

Um livro fora de série! Fenomenal. :)

Um livro magistral! Para mim, o melhor de 2017!

Uma leitura magnífica.

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Cultura Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Marcador

Visualizações de página na última semana

Copyright © 2005-2017 Blogger Template (Adapted by Fernanda Carvalho)