"Duas Mulheres, Dois Destinos" de Lesley Pearce (opinião)

Fico um bocadinho irritada quando me dizem que acham que os livros da Lesley são chiklit. A meu ver, lá porque um livro tem uma capa bonitinha e até vem dentro de um saquinho de tule, não quer dizer que seja o que aparenta. Já todos sabemos que não devemos julgar um livro pela capa, certo? Então porque o fazem? Quem o diz devia ser obrigado a ler pelo menos um livro da Lesley, como por exemplo o "Não me Esqueças" e logo se aperceberia da barbaridade que é apelidar estes livros de chicklit.

Mas enfim... falando sobre este livro específico, "Duas Mulheres, Dois Destinos" tenho de dizer que mais uma vez Lesley Pearse me surpreendeu. Os seus livros são sempre tão completos! Desde o enredo em si, às personagens principais, ao ambiente onde se desenrola a história... tudo bate certo e contribui para nos levar numa viagem maravilhosa.

Neste caso, a história centra-se na amizade de duas jovens inglesas, vindas de extremos opostos da sociedade. Acompanhamos as suas aventuras e desventuras à medida que crescem, e ao longo da história, tanto uma como outra, são sujeitas a sérias situações que vão exigir de ambas um grande nível de maturidade. Está claro que a história que se inicia em 1935 se prolonga guerra a dentro, e todas as adversidades que o povo inglês teve de superar estão bem patentes na história.

Como já não é o primeiro livro que leio desta autora, sei que ela gosta de incluir factos verídicos na história, por isso não me admirei quando ao tentar saber um pouco mais sobre Babbacombe - uma localidade no sudoeste de Inglaterra onde se desenrola uma grande parte da ação - encontrei relatos de um dos mais dramáticos ataques aéreos ali ocorridos e que Lesley incorporou neste livro: o bombardeamento da Igreja de Saint Mary que ceifou a vida a mais de duas dezenas de crianças que se encontravam na catequese.


Acho fascinante podemos contar com registos fotográficos como este, que acabam por nos servir como auxiliares de leitura. Não concordam?


Resumindo e concluindo, sobre este livro "Duas Mulheres, Dois Destinos", acho que Lesley Pearse deve continuar a escrever e a maravilhar-nos com estas histórias dentro da História, relatos magníficos que servem quase como testemunhos de uma época que dificilmente se esquecerá.

É um livro que recomendo sem hesitações, principalmente para quem nunca leu Lesley, pois vai ficar rendido a este seu dom de contar histórias. Duas mulheres, duas grandes lições de vida e uma amizade que supera todas as adversidades.
Merece as minhas 7 estrelas!! Que grande começo de ano!

0 comentários:

ALGUNS DOS TÍTULOS QUE MAIS ME AGRADARAM NOS ÚLTIMOS TEMPOS

ALGUNS DOS TÍTULOS QUE MAIS ME AGRADARAM NOS ÚLTIMOS TEMPOS

Um dos melhores do ano!

Os Testamentos - a sequela de A História de uma Serva

Os Testamentos - a sequela de A História de uma Serva
Leu o livro? Viu a série? O que espera para ler a sequela? Um final surpreendente para Gilead, e uma obra incrível vencedora bem merecida do Booker Prize.

Uma leitura obrigatória!

Uma leitura obrigatória!
“Moyes dá vida a um pedaço da história muitas vezes esquecido. (…) Uma carta de amor ao poder dos livros e da amizade.” Kirkus Review

Uma leitura imprescindível!

Leia o livro e depois veja o filme. Uma história verídica a não perder.

O clube de leitura do meu coração.

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Cultura Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Marcador

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Círculo de Leitores

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Visualizações de página na última semana

Copyright 2005-2019 Blogger Template Ipietoon (Adaptado por Fernanda Carvalho - a escrever sobre livros desde 2005)