"As Vinhas de la Templanza" de Maria Dueñas (OPINIÃO)


Quando lemos um livro que nos encanta e algum tempo depois pegamos num outro livro do mesmo autor, é impossível não criar expectativas. Já me aconteceu isso várias vezes, e claro, senti-me sempre defraudada. Ou porque as expectativas eram demasiado altas ou porque me impediram de apreciar a nova história condignamente. No caso de Maria Dueñas, autora do livro O Tempo Entre Costuras, e este seu novo livro editado recentemente pela Porto Editora, As Vinhas de La Templanza, acho que consegui distanciar-me o suficiente para o apreciar.

São livros diferentes, histórias bem diferentes, passadas em épocas e lugares distintos, para além do que, ao contrário do O Tempo Entre Costuras, neste As Vinhas de La Templanza a personagem principal é um homem, o que, a meu ver, transforma tudo. Mas está escrito no mesmo tom, com a mesma clareza característica desta autora e que muito me agrada.

Mauro Larrea é um homem rude habituado a triunfar em tudo a que se propõe graças à sua determinação e perseverança. Viúvo desde cedo, tem dois filhos e está prestes a ser avô pela primeira vez. Mauro fez a sua fortuna nas minas e não se envergonha do seu passado de trabalhador manual, bem pelo contrário, orgulha-se dele e sabe movimentar-se nos mais variados círculos, sendo admirado por muitos e invejado por outros. Num inesperado revés tudo o que conquistou até então fica em perigo, e Mauro tem de partir em busca de solução para o seu problema de insolvência.

Da recém república do México partimos com Mauro rumo a uma Havana colonial, exuberante e fervilhante onde ele se vê envolvido em esquemas que não lhe agradam e de onde emerge rumo a Espanha, com uma herança inesperada. Aí, em Jerez de La Frontera - região onde é produzido o xerez, bebida tão apreciada pelos ingleses – Mauro conhece finalmente alguém ao seu nível, que o irá desafiar e envolver, alterando por completo o rumo da sua vida. Soledad Montalvo é, na minha opinião, uma personagem extraordinária que merecia um livro só sobre a sua história.

Este é um romance extraordinário, bastante completo e rico em pormenores históricos dos locais onde se desenrola a ação. Bem diferente do outro livro da autora, que por sinal também adorei ler, este As Vinhas de La Templanza merece sem dúvida as minhas 8 estrelas. Apesar de parecer um pouco maçudo nos primeiros capítulos, desengane-se a quem lhe passe pela cabeça desistir. É por causa do envolvimento histórico que a autora tem de debitar e que é verdadeiramente necessário para que entendamos a história de Mauro. Mas assim que a ação começa a acelerar, entramos num ritmo de leitura mais agradável e dificilmente conseguimos pousar o livro.

Apaixonei-me por esta história e dificilmente esquecerei as aventuras de Mauro e Soledad.
Muitíssimo bom! Recomendo sem hesitações.

Para mais informações sobre o livro podem espreitar a página do mesmo no site da Porto Editora e  até começar a ler os primeiros capítulos.

0 comentários:

Este livro traumatizou-me! Mas estou à espera do segundo. ;)

Um livro maravilhoso, cujas personagens me marcaram.

Um livro fora de série! Fenomenal. :)

Um livro magistral! Para mim, o melhor de 2017!

Uma leitura magnífica.

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Cultura Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Marcador

Visualizações de página na última semana

Copyright © 2005-2017 Blogger Template (Adapted by Fernanda Carvalho)