"A Agenda Vermelha" de Sofia Lundberg (OPINIÃO)

A minha história com este livro foi engraçada. Quando o vi (na Wook) nem lhe passei cartuxo. Achei que era mais um daqueles livros aos quais apelido "de bolinha vermelha", e cuja leitura não aprecio mesmo nada. Vá, têm de concordar comigo, tem todo o estilo... Mas acontece que alguém mo fez chegar às mãos, e assim que o vi, ao vivo e a cores, fiquei encantada. A edição é num tamanho mais pequeno do que o habitual, com os cantos da capa e contra capa arredondados, tal como se fosse uma verdadeira agenda telefónica, que antigamente, antes desta era digital, tanto se usavam. Bem, para além disso vinha acompanhado de uma carta da autora, explicando resumidamente de como imaginou esta história, com base na história da sua própria avó. Fiquei logo cativada. E agradeço a quem mo ofereceu, pois é uma verdadeira pérola que vou querer manter na estante para daqui a uns anos reler.

O mote é simples: uma idosa de 96 anos que ainda vive sozinha, embora com acompanhamento de um serviço social, tem passado os últimos tempo a recordar e a escrever, numa pequena agenda, histórias da sua vida. E que vida!! Ela viveu em Estocolmo, onde trabalhou como criada na casa de uma mecenas de diversos artistas, entre eles Gösta Adrian-Nilsson, que por curiosidade era tio avô da autora deste livro. Depois, com a sua senhora, rumou a Paris onde foi "encontrada" por um dos grandes nomes da moda e com quem iniciou a sua carreira de modelo. E tudo isto numa altura onde o nazismo começava a dar sinais de vida.

O relato vai saltitando entre o presente e o passado, e aos poucos vamos conhecendo a vida de Doris e sua visão de uma Europa à beira de entrar na Guerra. Simultaneamente, conhecemos também a sua frágil atualidade, que Doris não quer abandonar até conseguir passar o testemunho do que viveu à sua sobrinha-neta, com quem tem um contacto diário via Skype.

Este pequeno livro revelou-se numa história maravilhosa, sobre a vida e os vários tipos de amor que a preenchem. Um verdadeiro conto agridoce repleto de pequenas pérolas de sabedoria, que nos recorda o quão importante é a passagem de testemunho entre gerações. Com o passado, descobrimos mais sobre o presente, e aprendemos a lidar com o futuro.

Adorei. E recomendo. É uma excelente ideia para prenda deste Natal que se aproxima.


0 comentários:

ALGUNS DOS TÍTULOS QUE MAIS ME AGRADARAM NOS ÚLTIMOS TEMPOS

ALGUNS DOS TÍTULOS QUE MAIS ME AGRADARAM NOS ÚLTIMOS TEMPOS

Um dos melhores do ano!

Os Testamentos - a sequela de A História de uma Serva

Os Testamentos - a sequela de A História de uma Serva
Leu o livro? Viu a série? O que espera para ler a sequela? Um final surpreendente para Gilead, e uma obra incrível vencedora bem merecida do Booker Prize.

Uma leitura obrigatória!

Uma leitura obrigatória!
“Moyes dá vida a um pedaço da história muitas vezes esquecido. (…) Uma carta de amor ao poder dos livros e da amizade.” Kirkus Review

Uma leitura imprescindível!

Leia o livro e depois veja o filme. Uma história verídica a não perder.

O clube de leitura do meu coração.

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Cultura Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Marcador

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Círculo de Leitores

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Visualizações de página na última semana

Copyright 2005-2019 Blogger Template Ipietoon (Adaptado por Fernanda Carvalho - a escrever sobre livros desde 2005)