"Uma Vida quase Perfeita" de Karen Kingsbury

Sinopse:
Jack e Molly Campbell têm uma idílica vida nos arredores de Atlanta com o seu filho adoptado de quatro anos, Joey, até que recebem uma chamada que vai abalar o seu mundo: uma assistente social informa-os de que o pai biológico de Joey saiu da prisão e quer começar uma nova vida com o filho que desconhecia ter. Quando um juiz decide que a criança deve passar a viver com os pais biológicos, os Campbell encontram-se perante uma das situações mais complicadas da sua vida: seguir a lei ou pura e simplesmente desaparecer?

A minha opinião:
Foi com lágrimas nos olhos que terminei a leitura deste livro.
Confesso que já estava à espera de uma história comovente, pois mal consegui parar as lágrimas quando li o livro anterior desta autora (Mil Amanhãs).
Este livro fala-nos ao coração. Fala do amor a uma criança, do amor de duas mães – a biológica e a adoptiva.
Quando entrei na história lembrei-me de imediato da história do Rei Salomão e das duas mães que disputavam um bebé. E na verdade a meio do livro essa história veio à baila. Era inevitável.
Mas este livro também fala de Deus e da importância que ele pode ou não ter nas nossas vidas. Não querendo revelar muito, devo apenas dizer que gostei bastante, embora por vezes, e perdoe-me quem discordar, encontrei muitas semelhanças àquelas histórias de “púlpito”, tão características nos sermões das igrejas evangélicas.

2 comentários:

Migalhas on 13/1/09 disse...

Ai tu ainda conseguiste parar as lágrimas ao ler o "Mil Amanhãs", pois eu confesso que chorei "baba e ranho". Pelos vistos, este vai ter o mesmo efeito... Será umas das minhas próximas leituras, mas é melhor ir verificar antes o stock de lenços de papel :D

Miar à chuva on 14/1/09 disse...

LOLOLOL :-D
Agoar tenho de admitir que não chorei, mas ri-me com o comentário da L.
Quanto ao livro despertaste-me a curiosidade!

Sandra / Kittycatss
http://vidasdesfolhadas.blogspot.com/

Primeira leitura de 2018 = 8 estrelas!

Até onde vai uma mãe para proteger o seu filho?

Em 2017 apaixonei-me por uma Formiga.

Em 2017 apaixonei-me por uma Formiga.
No livro "Onde Cantam os Grilos"

Um livro magistral! Para mim, o melhor de 2017!

Uma leitura magnífica.

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Cultura Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Marcador

Visualizações de página na última semana

Copyright © 2005-2017 Blogger Template (Adapted by Fernanda Carvalho)