Opinião: "O Livro dos Dois Caminhos" de Jodi Picoult

Adoro esta autora. Principalmente pela forma como ela manipula, ou tenta manipular o leitor. Por vezes tem a ver com o tema do livro, o que não é tão bom, outras vezes tem a ver com a história, o que é excecional quando atinge o objetivo. Uma coisa é certa, nunca é uma leitura aborrecida.

Desta vez ela voltou a fazer das suas. Quando terminei o livro só me apetecia atirá-lo à parede, como já aconteceu com outro dela. Mas controlei-me. Mas uma vez, ela conseguiu enganar-me! E não posso contar-vos porquê nem como!!! Isto é muito frustrante. Mas não pensei que não gostei do livro. Adorei. E adorei o final. Só que fui enganada. É tão bom quando isso acontece, não é? É como se ler um livro fosse um jogo entre o autor e o leitor. :D Muito bom!

Bem, o que vos posso contar da história é na realidade muito pouco, pois não quero estragar a leitura. E neste caso, quanto menos souberem, melhor.

Aprendemos sobre egiptologia, principalmente sobre a cultura egípcia no que à morte diz respeito, já que uma das personagens é um famoso egiptólogo a passar uma temporada num dos mandatos arqueológico no Egipto. Aprendemos igualmente sobre a física quântica e a teoria do multiverso, ou dos universos paralelos, o que acho fascinante. Isto porque uma das outras personagens é um professor de física quântica numa universidade. Finalmente, aprendemos sobre uma determinada profissão que até há bem pouco tempo eu nem sabia que existia, as Doulas da Morte, ou Doulas do Fim da Vida. Doula é um termo que origem grega que significa "mulher que serve". Estamos habituadas a ouvir falar delas enquanto co
nselheiras e parteiras, ou acompanhantes de parto, mas neste caso trata-se da outra transição. Não para a vida (o nascimento), mas para a morte (o falecimento). Não sendo profissionais de saúde, elas estão preparadas para acompanhar todo o processo da morte duma pessoa no final de vida. Nos caso mais complicados, doenças terminais, elas gerem tudo o que for necessário a pedido do seu cliente. É essa a profissão da personagem principal, e foi realmente fascinante acompanhar os seus processos.

Para além disto tudo, temos uma história de fundo, obviamente, que interliga todas as personagens, e que vai saltando entre tempos e lugares. Tudo com a maravilhosa escrita desta autora que não me cansa ler. 

É uma leitura muitíssimo interessante, educativa e arrebatadora. Recomendo sem qualquer hesitação.
Para quem já conhece Jodi Picoult, preparem-se. Para quem não conhece, que se prepare também pois é sem dúvida uma viagem inesquecível.

1 comentários:

Elisabete Lourenço on 30/4/21 disse...

Também já o tenho para ler. Adoro Jodi Podicoult 😍😍😍

ALGUNS DOS TÍTULOS QUE MAIS ME AGRADARAM NOS ÚLTIMOS TEMPOS

ALGUNS DOS TÍTULOS QUE MAIS ME AGRADARAM NOS ÚLTIMOS TEMPOS

Um dos melhores do ano!

Os Testamentos - a sequela de A História de uma Serva

Os Testamentos - a sequela de A História de uma Serva
Leu o livro? Viu a série? O que espera para ler a sequela? Um final surpreendente para Gilead, e uma obra incrível vencedora bem merecida do Booker Prize.

Uma leitura obrigatória!

Uma leitura obrigatória!
“Moyes dá vida a um pedaço da história muitas vezes esquecido. (…) Uma carta de amor ao poder dos livros e da amizade.” Kirkus Review

Uma leitura imprescindível!

Leia o livro e depois veja o filme. Uma história verídica a não perder.

O clube de leitura do meu coração.

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Cultura Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Marcador

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Círculo de Leitores

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Visualizações de página na última semana

Copyright 2005-2019 Blogger Template Ipietoon (Adaptado por Fernanda Carvalho - a escrever sobre livros desde 2005)