"Peregrino" de Terry Hayes (opinião)

O "Peregrino" tem sido minha companhia constante na última semana.
Finalmente (ou infelizmente, porque detesto separar-me de determinados livros), ontem à noite, cheguei ao fim da leitura. Foi um dos melhores livros que já li!!


Após ler o "Peregrino", percebo o quão importante foi o facto de o seu autor, Terry Hayes, ter sido um argumentista cinematográfico. Ele soube dar a dose certa de suspense à ação, cativando, conquistando e até manipulando o seu leitor. É um livro absolutamente fenomenal!
É no entanto difícil atribuir-lhe um género. Podemos dizer que se trata de um policial, um livro sobre espionagem, uma mistura de Segurança Nacional e Identidade Desconhecida (série Bourne Identity), mas na realidade, tudo isto soa a pouco quando se tenta defini-lo.

Com um narrador extremamente credível, o próprio Peregrino, o leitor é completamente sugado para o seu mundo: vê o que ele vê, sabe o que ele sabe e quase que sente o que ele sente. Este ex-agente que se retirou há já alguns anos do mundo da espionagem e contra-inteligência, e que escreveu entretanto um livro, mudou de identidade e país, vê-se envolvido na resolução de um crime em Nova Iorque. Essa é a porta de entrada para que o Peregrino volte ao ativo. Por uma série de coincidências, acaba envolvido na perseguição a um homem invisível, um terrorista com a sua própria agenda e motivação.
O Sarraceno é um homem terrível que não olha a meios para atingir o seu fim. Através dos capítulos que lhe são dedicados ficamos a conhecê-lo melhor, a perceber as suas motivações, o seu passado, a sua tenacidade. O autor consegue fazer com que quase o admiremos! É mesmo um mau muito mau. ;)
Esse é talvez um dos grandes trunfos desta história, tanto o herói como o vilão são personagens ativas, pensantes, e não meras figuras de ação.

Não posso deixar de referir que as páginas que o livro contém são a medida certa. Não se intimidem com as suas 651 páginas pois não há um momento monótono nesta leitura! A tensão está sempre presente, a ação é ininterrupta, e por incrível que pareça o leitor não consegue deixar de se sentir como parte ativa nesta história. Absolutamente fabuloso!

Juro que não consigo deixar de pensar o quão estrondoso é este livro. Terminei-o ontem à noite e só me dá vontade de recomeçar a lê-lo para ver o que me escapou. É sem dúvida nenhuma um dos melhores livros do género que já li. Absolutamente fa-bu-lo-so!

Fiquem atentos ao site da Topseller e à sua página no Facebook. Este livro vai dar muito que falar!

Se quiserem saber mais sobre este fantástico autor, espreitem o seu perfil no IMDB. Lá descobrirão que foi argumentista de alguns filmes bem conhecidos: dois dos Mad Max originais, Calma de Morte (com Nicole Kidman), Payback, A Vingança (com Mel Gibson), Limite Vertical (com Chris O'Donnell) e A Verdadeira História de Jack, o Estripador (com Johnny Depp).


1 comentários:

Patricia Aniceto on 27/9/15 disse...

Ola Fernanda
Este livro ainda nao saiu pois não? Não o encontro em lado nenhum
Beijinhos e obrigada pelas suas preciosas opinioes. Continue, sempre!!!

Diane Chamberlain... já conhece esta autora?

Sveva Casati Modignani

Paulo Coelho está de volta!

Jojo Moyes - novo livro!

A não perder...

Novo livro

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Chiado Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Marcador

Visualizações de página na última semana

Copyright © 2005-2016 Blogger Template (Adapted by Fernanda)