"Onde Cantam os Grilos" de Maria Isaac (opinião)

E o que se escreve quando se gosta muito de um livro? Quando a sua leitura nos enternece, nos conquista e nos transporta para dentro da história transformando-nos numa personagem silenciosa, que assiste mas não interfere? Foi assim que me senti ao ler este maravilhoso livro. 

É uma lufada de ar fresco, este "Onde Cantam os Grilos". A história de uma família contada de forma absolutamente ternurenta pela voz de uma personagem de tenra idade, de seu nome Baltazar e alcunha Formiga, pois quando chegou à Quinta do Lago, nunca se vira "coisa mais pequena e escurinha". Apaixonei-me por esta Formiga. Um menino genuíno e tão enternecedor quanto malandro, tal como todos os meninos devem ser.

A família da Herdade do Lago, os Vaz, é-nos então apresentada por Formiga. Cada um deles visto por aqueles olhos pequeninos e inocentes, com o coração à beira da boca, e rapidamente nos sentimos cativados por cada uma das personagens, todas elas muito genuínas e humanas, com as suas características e diferentes intensidades.

Mas, como não poderia deixar de ser, não há bela sem senão, e o senão aqui são os mistérios que se adensam à medida que a narrativa do pequeno Formiga vai avançando. Como se o dia-a-dia da Herdade não bastasse para alimentar a sua curiosidade, Formiga procura, escuta conversas às escondidas e tenta ficar a par de todos os segredos, subindo a árvores, descobrindo esconderijos que o tornam invisível, terminando por vezes à toa, sem saber exatamente como lidar com a informação que descobre.

E é assim que, quando o último e o maior segredo se revela, a infância de Formiga abruptamente termina. E nós, leitores, com grande pena temos de o deixar partir, rumo a uma nova vida, desejando poder acompanhá-lo mas sabendo que, tal como o resto dos Vaz, ficámos presos à Herdade do Lago.

Um livro absolutamente maravilhoso cuja leitura recomendo sem hesitações. Uma excelente aposta da Cultura Editora, que já está a deixar a sua marca no mercado editorial português. Espero pode vir a ler mais livros desta autora que não conhecia mas que me conquistou.

É dever de cada um de nós viver o melhor e o pior da natureza humana.

0 comentários:

Este livro traumatizou-me! Mas estou à espera do segundo. ;)

Um livro maravilhoso, cujas personagens me marcaram.

Um livro fora de série! Fenomenal. :)

Um livro magistral! Para mim, o melhor de 2017!

Uma leitura magnífica.

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Cultura Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Marcador

Visualizações de página na última semana

Copyright © 2005-2017 Blogger Template (Adapted by Fernanda Carvalho)