"A Holandesa" de Ellen Keith (OPINIÃO)

Por vezes preciso deixar passar alguns dias entre o terminar uma leitura e escrever a opinião sobre ela. É que há livros cuja história temos de deixar assentar em nós. Interiorizá-la. Compreendê-la. Para depois conseguirmos falar sobre a experiência de leitura conscientemente.

Por acaso comecei a escrever a opinião sobre este livro na semana passada, mas decidi deixar passar mais alguns dias para a publicar. E ainda bem que o fiz. É que no sábado, exatamente na Feira do Livro de Lisboa, ao pegar num exemplar deste livro para falar dele à amiga que estava comigo, fez-se luz. E acreditem, tive de ir rescrever partes desta opinião assim que cheguei a casa.

O livro divide-se em duas histórias:
Uma, em plena II Guerra Mundial, aborda a história de uma jovem holandesa, casada, que por pertencer à resistência é apanhada pelos nazis e enviada para um campo de concentração. Buchenwald não era um campo denominado de extermínio, mas, sim, de trabalhos forçados e de experiências médicas (experiências para testar vacinas e para reconverter os homossexuais). Neste campo, para além dos habituais bordéis dos nazis, havia igualmente um bordel para utilização dos prisioneiros de guerra que mais colaborassem.
Marijke, pela sua beleza, é escolhida para esse serviço. Lá, acaba por conhecer um alemão, de alta patente, que lhe facilita um pouco a vida e por quem ela sente algo mais do que deveria, deixando-a em luta consigo própria. Grande parte do livro aborda esta época histórica, quer através das palavras de Marijke (na Holanda), quer através de Karl (na Alemanha).

Quarto de bordel em Buchenwald
A outra parte do livro, que intercala a primeira história a cada dois ou três capítulos, é a de um jovem homossexual argentino, Luciano, que em 1977 se torna num dos muitos "desaparecidos" da Guerra Suja da Argentina. Luciano foi raptado e aprisionado por militares ligados à ditadura militar Argentina (1976-1983) e o seu relato sobre as torturas e condições dos prisioneiros é absolutamente terrível. A sua história é pontuada por cartas mentais que ele escreve ao pai, Arturo Wagner, com quem nunca consegui estabelecer uma relação saudável e a quem, agora, questiona porquê.

A história de Marijke é apaixonante, e felizmente ocupa 2/3 do livro, isto porque a história de Luciano não me conquistou por aí além. Tive de conter a tentação de passar essas páginas à frente, pois as descrições das torturas eram demasiado vívidas para o meu gosto. Não que as do Holocausto não fossem... mas talvez já esteja mais habituada a lê-las, tantos são os livros com esse tema. Para além disso, passei o tempo todo a tentar perceber a ligação entre as duas histórias. Só no fim, e alguns dias depois, é que lá cheguei. Tive de reler algumas passagens, e finalmente tudo fez sentido.

As chamadas Mães da Praça de Maio a reivindicarem notícias sobre os
30.000 desaparecidos na Argentina entre 1976 e 1983. 
Foi um livro muito interessante. Aprendi algumas coisas que não sabia, incluindo sobre a Guerra Suja da Argentina. E gostei da escrita de Ellen Keith - descomplicada e direta. Recomendo.

1 comentários:

Beatriz Sousa on 19/6/19 disse...

às vezes quando não gosto de uma parte também fico tentada a passar à frente XD

ALGUNS DOS TÍTULOS QUE MAIS ME AGRADARAM NOS ÚLTIMOS TEMPOS

ALGUNS DOS TÍTULOS QUE MAIS ME AGRADARAM NOS ÚLTIMOS TEMPOS

Um dos melhores do ano!

Os Testamentos - a sequela de A História de uma Serva

Os Testamentos - a sequela de A História de uma Serva
Leu o livro? Viu a série? O que espera para ler a sequela? Um final surpreendente para Gilead, e uma obra incrível vencedora bem merecida do Booker Prize.

Uma leitura obrigatória!

Uma leitura obrigatória!
“Moyes dá vida a um pedaço da história muitas vezes esquecido. (…) Uma carta de amor ao poder dos livros e da amizade.” Kirkus Review

Uma leitura imprescindível!

Leia o livro e depois veja o filme. Uma história verídica a não perder.

O clube de leitura do meu coração.

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Cultura Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Marcador

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Círculo de Leitores

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Visualizações de página na última semana

Copyright 2005-2019 Blogger Template Ipietoon (Adaptado por Fernanda Carvalho - a escrever sobre livros desde 2005)