Em destaque: "Divas Rebeldes" de Cristina Morató

Um retrato do lado humano de sete divas, autênticos ícones do glamour e de uma época que não se compreenderia sem elas.


«Uma diva, além de cantar e interpretar, tem de ser uma deusa na vida quotidiana.» Maria Callas

Sinopse:
Os nomes de Maria Callas, Coco Chanel, Wallis Simpson, Eva Perón, Barbara Hutton, Audrey Hepburn e Jackie Kennedy ocuparam durante décadas as páginas das revistas. Graças ao seu talento, beleza e personalidade converteram-se em autênticos mitos do século XX.  
Famosas, ricas e bonitas, pareciam perfeitas aos olhos do mundo. Ícones da moda e do  glamour, criaram um estilo próprio e foram admiradas por milhões de mulheres que sonhavam parecer-se com elas. Mas na realidade estas rutilantes divas foram pessoas solitárias, complexadas com o seu aspecto e zelosas da sua intimidade, pois detestavam ser tratadas como estrelas.  
Estas sete mulheres de lenda partilham dolorosas feridas que nunca chegaram a cicatrizar: a falta de carinho ou  o abandono dos pais, as sequelas da guerra, a dor da perda dos filhos ou os traumáticos divórcios.  


Foram mulheres que marcaram gerações, seja pelos actos políticos, por serem ícones da moda ou enquanto estrelas de cinema. O livro explora o lado menos doce que todas estas divas tinham, mostra os seus medos, frustrações e põe a nu as suas fraquezas. Mostra que estas mulheres não passavam de seres humanos, apesar de estarem sempre sobre o escrutínio público.


Sobre a autora:
Cristina Morató estudou jornalismo e fotografia e desde muito nova percorreu o mundo como jornalista. Passou grandes temporadas na América Latina e África e em 2005 viajou pela primeira vez para  o Oriente, que foi o cenário dos seus últimos livros. Durante estes anos alternou as viagens com a direcção de programas de televisão e colaborações na rádio. O seu interesse em recuperar do esquecimento as grandes 
viajantes e exploradoras da História levaram-na a publicar Memórias de África, Las Damas de Oriente e Cativa na Arábia, traduzidos em várias línguas. 
É membro fundador e actual vice-presidente da Sociedad 
Geográfica Española e membro da Royal Geographic Society de Londres.


«Tentei descobrir o seu lado mais humano, além do êxito, da fama e do poder, as suas debilidades, complexos e medos, recorrendo a testemunhos daqueles que as conheceram tal como eram. Desejo que com este livro o leitor descubra as luzes e as sombras de umas mulheres rebeldes e inconformistas, que nos continuam a cativar, pois demonstram-nos que os contos de fadas existem, ainda que não tenham sempre um final feliz.»    Cristina Morató 

1 comentários:

MsBrown on 11/12/12 disse...

Eu realmente admiro Audrey Hepburn e ela sempre parece tão bem. Mas na vida privada sempre há complicações. Gostei do post, me informou sobre um livro que eu não conhecia e que agora quero ler!

Gostei tanto deste livro!!

Gostei tanto deste livro!!

Mais um livro excecional!

A não perder!

Para os que gostam de thrillers...

Novo livro de Lesley Pearse!!

Um livro magistral!

Um livro magistral!
Neste livro, Jodi Picoult aborda temas como a raça, o privilégio, o preconceito, a injustiça e a compaixão.

O novo livro de Deborah Smith

Novo Thriller de Paula Hawkins

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Chiado Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Marcador

Visualizações de página na última semana

Copyright © 2005-2017 Blogger Template (Adapted by Fernanda Carvalho)