"O Gosto Proibido do Gengibre" de Jamie Ford


Quando um livro é anunciado como “o melhor do ano”, eu desconfio. Vocês não? Talvez por isso tenha tardado tanto em pegar-lhe. Mas depois de algumas amigas mo terem aconselhado e falado dele com tanto entusiasmo, percebi que não podia deixá-lo de lado. E realmente, se não é um dos melhores do ano, fica lá bem perto.

A história é aparentemente simples, mas encerra uma riqueza extraordinária. Não só a nível de conteúdo histórico, como a nível de significado e sentimentos.
Uma amizade entre dois adolescentes de ascendência asiática (um chinês e uma japonesa) transforma-se em algo mais profundo. Essa amizade consegue sobreviver não só à abismal diferença cultural entre ambas as suas famílias, como a uma época conturbada, que deverá, ainda hoje, envergonhar muitos americanos - o período pós-Pearl Harbor em que milhares de nipo-americanos foram retirados das suas casas e despejados da maioria dos seus bens, para serem realojados em verdadeiros campos de concentração. 

A ação divide-se em dois espaços temporais distintos: 1986, altura em que Henry, recente viúvo, retoma a amizade com o seu filho e simultaneamente recorda o seu primeiro amor, Keiko, e 1942, após o ataque de Pearl Harbor e a consequente entrada dos E.U.A. na II Guerra Mundial.

Escrito de uma forma extremamente doce e gentil (quase que conseguimos ouvir Henry na sua narrativa, calma e  ponderada), é um registo extraordinário sobre essa época, e simultaneamente um hino a dois dos povos que constituem parte da sociedade americana dos nossos dias.
A não perder.

E porque ler é também aprender, podem ler mais informações sobre o assunto consultando aqui sobre o ataque a Pearl Harbor e aqui sobre os campos de concentração americanos. 

Campo de Manzanar na Califórnia
Família nipo-americana a caminho do campo de concentração
Campo de Manzanar na Califórnia

4 comentários:

Tinkerbell on 24/8/12 disse...

essas fotos são arrepiantes em todo o lado, todos os países...há sempre maldade que foi cometida como vingança a outra e são sempre pessoas inocentes...

já li críticas mt boas ao livro e vai entrar na wishlist :D

djamb on 25/8/12 disse...

Deve ser um registo interessante! Acho que o vou pôr na wish list e talvez em breve o consiga ler :)
Obrigada pela sugestão!
Boas leituras!

Teresa Araújo on 18/9/12 disse...

Optima sugestão, pricipalmente para quem gosta de "investigar" a História do mundo.

Acho que vou gostar..

Neptuno_avista on 1/5/13 disse...

Bolas! Como na guerra com tantas frentes, estando uns contra os outros, acabaram por fazer coisas do mesmo tipo, matar tanta gente inocente, tratar pessoas desta maneira só por causa da sua ascendência :(
Fiquei muito curiosa com o livro.
Beijinho

Um livro magistral!

Um livro magistral!
Neste livro, Jodi Picoult aborda temas como a raça, o privilégio, o preconceito, a injustiça e a compaixão.

O novo livro de Deborah Smith

Novo Thriller de Paula Hawkins

Uma história maravilhosa!

O livro sensação de 2017!

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Chiado Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Marcador

Visualizações de página na última semana

Copyright © 2005-2017 Blogger Template (Adapted by Fernanda Carvalho)