Opinião: "O Barco Encantado" de Luanne Rice

Luanne Rice tem por hábito levar-nos a sítios maravilhosos. Por norma locais onde o mar se funde com o céu e a natureza respira livremente. Neste livro, ela volta a fazê-lo.
Desta vez leva-nos a Martha's Vineyard, uma ilha perto de Cape Cod, junto à costa de Massachusetts.   

Já li uns quantos livros onde a ação se desenrola em Martha's Vineyard, e como não podia deixar de ser, apaixonei-me pelo local. Por essa razão fiquei muito feliz quando o reencontrei neste livro. Está visto que um destes dias tenho mesmo de lá dar um pulinho! (Sabiam que três dos filmes O Tubarão foram lá fimados? E também o remake de Sabrina, com Harrison Ford, e a Julia Ormond!)

Voltar a ler Luanne Rice é como regressar a casa. A sua escrita é calma e reconfortante, contrastando com a intensidade das emoções que vivem as suas personagens. É uma autora que nos consegue transmitir uma calma impressionante pela forma como escreve. Gostava imenso de a conhecer pessoalmente, principalmente depois de já ter trocado algumas palavras com ela nesta entrevista por email.


O enredo, à semelhança da paisagem, é lindíssimo. Forte, pungente e tocante, não nos deixa indiferentes e leva-nos a querer ajudar as personagens a resolver a sua história. Tudo roda à volta de uma casa, a casa da família McCarthy que tem de ser vendida após a morte da mãe. Este local encerra um sem número de recordações, extremamente especiais para as três irmãs, Dar, Delia e Rory, mas também igualmente dolorosas.

Na realidade, o que se esconde por trás de todos os problemas é o abandono do pai, que partiu rumo à Irlanda quando Dar tinha 12 anos, e que condicionou a adolescência das três raparigas. A resolução deste drama passa por uma viagem à Irlanda levada a cabo pelas três irmãs, e a descoberta do que aconteceu realmente ao seu pai.

É um livro belo, gracioso, e sem ser ingénuo ou fugaz, aprofunda o tema das relações familiares tocando-nos, mexendo com os nossos sentidos e sentimentos e proporcionando-nos uma leitura extremamente agradável.

Por mais que a autora não queira, e não há escritor que não o faça, ela incorpora na história pedaços da sua vida pessoal. Após a morte da sua mãe, acabou por comprar a casa de férias da família. Luanne Rice é, tal como Dar, a mais velha de três irmãs.

Uma ótima sugestão de leitura para estes dias que já vão sendo frios mas que o sol ainda nos aquece a alma e a pele. Eu adorei! Já tinha saudades de Luanne Rice. :)

0 comentários:

ALGUNS DOS TÍTULOS QUE MAIS ME AGRADARAM NOS ÚLTIMOS TEMPOS

ALGUNS DOS TÍTULOS QUE MAIS ME AGRADARAM NOS ÚLTIMOS TEMPOS

O Regresso de Isabel Allende

O Regresso de Isabel Allende
Uma viagem maravilhosa.

A fabulosa Tetralogia Napolitana - Amiga Genial

A fabulosa Tetralogia Napolitana - Amiga Genial
Espreite a minha opinião e decida-se finalmente a ler os livros de que todos falam.

O que espera por ter estes dois livros na sua estante?

O que espera por ter estes dois livros na sua estante?
Maria Dueñas, a autora, é uma verdadeira contadora de histórias. Encanta-nos, quase que nos hipnotiza, e leva-nos de mão dada até lugares e situações longínquas no tempo. - Fernanda Carvalho de "As Leituras da Fernanda"

"Gente Feita de Terra" - o último livro de Carla M. Soares.

"Gente Feita de Terra" - o último livro de Carla M. Soares.
Uma leitura imprescindível!

Leia o livro e depois veja o filme. Uma história verídica a não perder.

O clube de leitura do meu coração.

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Cultura Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Marcador

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Círculo de Leitores

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Visualizações de página na última semana

Copyright 2005-2019 Blogger Template Ipietoon (Adaptado por Fernanda Carvalho - a escrever sobre livros desde 2005)