"Pequenas Grandes Mentiras" de Liane Moriarty (opinião)

Que livro sensacional! Mesmo espetacular!! Liane Moriarty entra, com este terceiro livro, para o meu top de autoras favoritas. :)

A ação passa-se numa pequena comunidade da península de Pirriwee, perto de Perth na Austrália, e logo nas primeiras páginas somos presenteados com um homicídio numa escola primária. No entanto, nem a vítima nem o motivo são divulgados. E esse vai ser um processo lento e demorado, mas muito intenso e cativante, do género de não conseguirmos pousar o livro, estão a ver?

Após essa introdução, a história retrocede alguns meses, e as três principais protagonistas da história começam a ser-nos apresentadas. Madeline, Celeste e Jane são mães de crianças que frequentam o jardim de infância, e que se tornam amigas, apesar de serem de diferentes idades e estratos sociais. À sua volta a história vai-se desenrolando. Madeline, a minha personagem favorita, é um verdadeiro furacão. Não deixa nada por dizer, e gere a sua família com uma mão terna e firme. Tem verdadeiros acessos de loucura e os seus disparates são por vezes hilariantes. A forma como o ex-marido e a sua nova família lhe complica o sistema é o máximo. Mas eu não gostava de estar na situação dela! 
Celeste é a mulher perfeita. Dona de uma beleza, corpo e vida invejáveis, tem um marido igualmente perfeito e uma conta bancária ilimitada. Mas, e aqui se aplica o costumeiro ditado, nem tudo o que parece é. Sou sincera, gostei do evoluir de Celeste. É um bom exemplo para muitas pessoas.
Relativamente a Jane, não sei se hei-de adiantar muito ou não. Digo-vos apenas que foi uma personagem que cresceu durante o livro. E a Jane do início não é definitivamente a Jane do final. 
Todas as personagens estão muito bem elaboradas e têm o seu lugar e objetivo específico. Por exemplo, há personagens que vamos conhecendo através de pequenas entrevistas, no final ou no início de cada capítulo. E este é um pormenor é fantástico! As entrevistas não só nos fornecem pistas, como nos baralham, e isso, meus caros, é desconcertante! Aliás, todo o livro está projetado para causar um efeito de antecipação no leitor, que por vezes não se concretiza, pois a ação muda subitamente de direção. Fabuloso! Absolutamente fabuloso!

As críticas da autora à sociedade também são notórias: a forma como determinados assuntos do foro escolar são tratados por parte de alguns pais, extrapolando a sua importância, e assumindo contornos absolutamente ridículos, o bulling, tão atual nos dias de hoje, e a violência doméstica, um segredo sempre muito bem escondido no seio familiar.
Mas este livro é também à volta da amizade. Uma amizade, por vezes sem explicação, mas que se insurge contra tudo e todos, unindo aquelas três mães, e levando a história a bom porto.

O final é brilhante! Não só tudo é revelado, como resolvido. E a mim só me apetecia dar com a cabeça na parede por não ter visto o que estava mesmo em frente aos meus olhos!
É como vos digo, é um livro fabuloso e viciante que vos vai fazer perder horas de sono!!

Recomendo sem hesitações. J

0 comentários:

Diane Chamberlain... já conhece esta autora?

Sveva Casati Modignani

Paulo Coelho está de volta!

Jojo Moyes - novo livro!

A não perder...

Novo livro

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Chiado Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Marcador

Visualizações de página na última semana

Copyright © 2005-2016 Blogger Template (Adapted by Fernanda)