"Em Troca de um Coração" de Jodi Picoult

Sinopse:
Aceitava realizar o último desejo de um condenado para salvar a vida de um filho?
Com uma sensibilidade literária invulgar, Jodi Picoult conduz uma vez mais o leitor a uma encruzilhada moral. Como é que uma mãe concilia a trágica perda de um filho com a oportunidade de salvar a alma de um homem que odeia?
Shay foi condenado à morte por matar a pequena Elizabeth Nealon e o padrasto. Onze anos mais tarde, a irmã de Elizabeth, Claire, precisa de um transplante de coração e Shay, que vai ser executado, oferece-se como dador. Este último desejo do condenado complica o plano de execução, pois uma injecção letal inutilizaria o órgão. Entretanto, a mãe da criança moribunda debate-se com a questão de pôr de parte o ódio para aceitar o coração do homem que matou a sua filha. Picoult hipnotiza o leitor com uma história de redenção, justiça, e amor.

A minha opinião:
Quando me cruzei pela primeira vez com este livro foi num email de lançamento da Webboom (agora Wook) e saltou-me logo à vista que a sinopse apresentada se resumia a uma única frase: "Realizava o desejo do seu inimigo para salvar a sua filha?"

A partir surgiram-me imensas conjecturas na minha mente e automaticamente, como mãe que sou, vi-me colocada do lado “correcto” da vedação. E não gostei disso, pois não era assim que queria entrar nesta leitura. Ideias preconcebidas não vão bem com os livros de Jodi Picoult – isso eu já aprendi.
Assim, quando recebi o livro como empréstimo e o tive nas minhas mãos, passei apenas uma breve vista de olhos pela verdadeira sinopse, pois não me queria influenciar ainda mais.
E ainda bem que o fiz, pois tal como na vida real, as coisas revelaram-se não ser assim tão lineares. Neste livro, a meu ver, não há um lado dos “bons” e um lado dos “maus”. Há vítimas e há assassinos. Mas nem sempre estão em lados opostos da vedação.

Jodi Picoult tem o dom de mexer com o nosso âmago quando entramos nas suas histórias. Sentimo-nos revoltados, desiludidos, enganados, tristes, e muitas vezes questionando o que é para tanta gente uma verdade indiscutível.
Neste livro ela aborda temas muito fortes, como a pena de morte, a religião e a doação de órgãos. Não é um livro fácil. Tive muitas vezes que andar para trás e reler capítulos inteiros para entender as coisas como deve de ser. Mas é um livro excelente e embora possa ser uma leitura capaz de chocar alguns, é também sem dúvida capaz de encantar outros.

Relativamente à pergunta inicial, a resposta nem poderia ser outra, que não sim. Que pai não salvaria o seu filho? E isto é para mim a mensagem mais importante do livro. O Amor. O amor daquela mãe pela sua filha. O amor daquela mãe pela outra filha. O amor que redime, que salva. O amor, pura e simplesmente.


(Obrigada Betita Amiga por mais este empréstimo!)

4 comentários:

Pedro on 16/11/08 disse...

Esta é uma das autoras que está para ser lida, pelos livros que tem lançado! Tantas críticas positivas...

marcia on 20/11/08 disse...

Tenho muita curiosidade em ler este livro, mas penso que será dos mais polémicos da autora, não? Livros com força e que fazem pensar...não são para ler todos dias mas de facto não podem ser ignorados.

Anonymous disse...

Também estou bastante curiosa para ler o livro... já li outros da Jodi Picoult, mais precisamente, "Tudo por amor", "Para a minha irmã" e "O Décimo Circulo". Ela escreve realmente sobre assuntos muito polémicos, que nos fazem questionar sobre ideias pré-concebidas, como já foi dito.

David disse...

Eu sou rapaz e garanto que nunca gostei de ler! Quando era pequeno e me obrigavam a ler, cada pagína era um sacrifício, cada frase que entrava era um milagre que acontecia.
Mas a minha ideia mudou, incrivelmente.
Em parte, devido a esta autora.
O que interessa num livro, actualmente, é a maneira como ele nos agarra. E os livros de Jodi Picoult agarram-nos, porque nos obrigam a pensar!!! Eu nao sou mae (xDDD) e espero nunca vir a ser. Mas se fosse pai, quer dizer, (como tu bem o disseste não podemos ter ideias pré-concebidas), mas esta resposta é fácil. Era óbvio que eu realizava o desejo do meu pior inimigo para salvar a minha filha. Até ao binladen....Este livro ainda não li e por isso não o que pensar e tenho a certeza de que esta minha resposta vai mudar. Mas já li outros livros dela, nomeadamente "Tudo por amor"; "Memórias Esquecidas"; "O Décimo Círculo"; "Para a Minha Irmã" e "Dezanove Minutos" (e estou actualmente a ler "Uma questão de Fé"), que realmente mudaram os meus princípios.
Por exemplo, quando li "Dezanove Minutos", e li a sinopse, fiquei a pensar: "Porque raio é legitimo matar 10 pessoas só por elas gozam connosco?"... Não faz sentido. Mas li o livro, e apercebi-me que há muitas respostas a essa pergunta. O que mais me surpreendeu foi quando no livro disse que um incidente de bulling, pode ser comparado a uma violação. E então agr, será legitimo?

Outro exemplo, em Tudo por amor, é legitimo matar o violador do nosso filho, não devemos confiar na justiça?

Em "Memórias Esquecidas", é moralmente correcto raptar a nossa filha para longe da sua mãe só porque ela é alcoolica?

"Para a minha irmã", podemos sacrificar a nossa filha para salvar outra?
Entro outros, que no final me mudaram a opinião.

É irritante, o quanto ela pode mudar as minhas ideias pré-concebidas. xDDDD
Fico simplesmente chocado, e surpreendido. E eu gosto de um livro assim.
É por estas autoras que dou valor aos livros.
Autores como ela, que em vez de escreveram romances pirosos e futeis, têm uma escrita realista e inteligente.

Como BOSTON GLOBE disse: "Picoult é mestre em contar histórias da vida real"

E graças a Picoult, apaixonei-me por thrillers como os do Dan Brown, ou de José Rodrigues dos Santos.

Mais um livro excecional!

A não perder!

Para os que gostam de thrillers...

Novo livro de Lesley Pearse!!

Um livro magistral!

Um livro magistral!
Neste livro, Jodi Picoult aborda temas como a raça, o privilégio, o preconceito, a injustiça e a compaixão.

O novo livro de Deborah Smith

Novo Thriller de Paula Hawkins

Uma história maravilhosa!

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Chiado Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Marcador

Visualizações de página na última semana

Copyright © 2005-2017 Blogger Template (Adapted by Fernanda Carvalho)