"O Monte dos Vendavais" de Emily Brontë

Esta é daquelas críticas que eu gostaria de elaborar como deve de ser, dar mais enfase ao livro, falar da sua autora e daquela época. Mas já tanto foi escrito sobre O Monte dos Vendavais e Emily Brontë que eu nada iria acrescentar com uma nova tese. Fico-me então pela minha humilde opinião sobre este grande livro...

Há certos livros que temos de ler (leia-se “devemos”), quer por serem uma referência na literatura, quer por outros motivos. Este, encontrava-se na minha pilha TBR (To Be Read) há já alguns meses, mas até agora não me tinha sentido inclinada para ele. Normalmente diz-se que "quando a esmola é muita, o pobre desconfia", e eu não entendia muito bem o alarido à volta deste livro. Foi o facto de aparecer referenciado num outro livro – Daphne – que me obrigou a pegar-lhe de forma a entender melhor as referências aos irmãos Brontë.

E eis que me vejo completamente embrenhada numa leitura no mínimo perturbante. As personagens criadas por Emily Brontë são fascinantes e o enredo é deveras inquietante. O notório domínio da autora sobre as características da natureza humana, principalmente o seu lado negro, torna as descrições sobre as emoções das suas personagens em algo magnífico e é obviamente essa uma das grandes razões por este livro se ter afirmado como um dos grandes clássicos da literatura romântica do séc. XIX.
É sem dúvida um livro muito interessante, poderoso e inquietante, que com toda a certeza uma segunda leitura daqui a uns tempos o vai tornar em intemporal para mim.

Sinopse:
O Monte dos Vendavais é uma das grandes obras-primas da literatura inglesa. Único romance escrito por Emily Brontë, é a narrativa poderosa e tragicamente bela da paixão de Heathcliff e Catherine Earnshaw, de um amor tempestuoso e quase demoníaco que acabará por afectar as vidas de todos aqueles que os rodeiam como uma maldição. Adoptado em criança pelo patriarca da família Earnshaw, o senhor do Monte dos Vendavais, Heathcliff é ostracizado por Hindley, o filho legítimo, e levado a acreditar que Catherine, a irmã dele, não corresponde à intensidade dos seus sentimentos. Abandona assim o Monte dos Vendavais para regressar anos mais tarde disposto a levar a cabo a mais tenebrosa vingança. Magistral na construção da trama narrativa, na singularidade e força das personagens, na grandeza poética da sua visão, nodoso e agreste como a raiz da urze que cobre as charnecas de Yorkshire, O Monte dos Vendavais reveste-se da intemporalidade inerente à grande literatura.

4 comentários:

v_crazy_girl on 9/9/10 disse...

Um clássico que infelizmente ainda não li, mas que está na minha lista!

Jojo on 10/9/10 disse...

Este é um dos meus liros favoritos de sempre!
Heathcliff é talvez uma das melhores e mais complexas personagens que já encontrei!
É daqueles livros que se encontra na estante para poder reler algumas partes!

Marco Caetano on 10/9/10 disse...

Se m dúvida uma critica excelente para um livro que também gostei imenso.

Sugiro que leiam a minha opinião em:
http://conspiracaodasletras.blogspot.com/2010/03/o-monte-dos-vendavais-emily-bronte.html

Continuação de boas letras...

Mlle on 28/12/12 disse...

É a minha próxima leitura :)
Um clássico que sempre quis ler e que finalmente adquiri!

Mais um livro excecional!

A não perder!

Para os que gostam de thrillers...

Novo livro de Lesley Pearse!!

Um livro magistral!

Um livro magistral!
Neste livro, Jodi Picoult aborda temas como a raça, o privilégio, o preconceito, a injustiça e a compaixão.

O novo livro de Deborah Smith

Novo Thriller de Paula Hawkins

Uma história maravilhosa!

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Chiado Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Marcador

Visualizações de página na última semana

Copyright © 2005-2017 Blogger Template (Adapted by Fernanda Carvalho)